Cariré continua no nível alto para o risco de transmissão da Covid-19, segundo dados do IntegraSus


A quantidade de municípios cearenses classificados no nível mais baixo para o risco de transmissão da Covid-19 dobrou em pouco menos de duas semanas. Entre os dias 4 a 17 de julho - período que compreende a semana epidemiológica 27 - eram seis cidades na classificação 1, ou 'novo normal'. Agora, entre os dias 11 a 24 de julho - semanas epidemiológicas 28 e 29 - são doze.

A melhora do cenário pandêmico no Ceará vai além. Das 184 cidades do Estado, 60% delas estão fora da classificação máxima, também chamada de 'altíssima' ou nível 4. Atualmente são 72 municípios na classificação de nível 4.

Há menos de um mês (semana epidemiológicas 25 e 26), este índice era 68% maior, ou seja, entre os dias 20 de junho a 3 de julho, 121 municípios estavam inseridos no alerto de risco altíssimo.

Os dados são do IntegraSus, plataforma oficial da Secretaria da Saúde (Sesa) do Ceará. A pasta classifica as cidades em nível 1 (novo normal), nível 2 (moderado), nível 3 (alto) e nível 4 (altíssimo). 

Para analisar o cenário de cada município, a Sesa traça métricas norteadas em 5 indicadores:
➤ incidência de casos por dia/100 mil habitantes;
internações;
➤percentual de leitos UTI-Covid ocupados;
➤taxa de letalidade e taxa de positividade.

Para especialistas da área da saúde, essa redução nos indicadores é reflexo de um melhor controle da pandemia no Estado. Este avanço foi obtido com o avanço da vacinação e adoção das medidas governamentais previstas nos decretos, como limitação no fluxo de pessoas e abertura gradual das atividades econômicas.

Cidades no alerta de nível 1:
Amontada;
Ararendá;
Barroquinha;
Chaval;
Coreaú;
Crateús;
Ererê;
General Sampaio;
Itarema;
Meruoca;
Monsenhor Tabosa;
Salitre

Cidades no alerta de nível 2:

Acarape, Acaraú, Alcântaras, Apuiarés, Aquiraz, Arneiroz, Aurora, Camocim, Canindé, Caridade, Eusébio, Frecheirinha, Granja, Guaraciaba do Norte, Ibaretama, Iracema, Irauçuba, Jaguaretama, Jaguaruana, Marco, Massapê, Milagres, Moraújo, Mucambo, Pacatuba, Pacoti, Palhano, Palmácia, Paramoti, Poranga, Porteiras, Quiterianópolis, Quixadá, Redenção, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu, Tabuleiro do Norte, Tamboril, Tururu, Varjota.

Cidades no alerta de nível 3:

Acopiara, Antonina do Norte, Aracoiaba, Araripe, Bela Cruz, Brejo Santo, Campos Sales, Cariré, Cariús, Cascavel, Croatá, Cruz, Farias Brito, Fortaleza, Graça, Hidrolândia, Ibiapina, Icapuí, Icó, Iguatu, Independência, Ipaumirim, Ipu, Ipueiras, Itapajé, Jaguaribara, Jijoca de Jericoacoara, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Martinópole, Milhã, Miraíma, Mombaça, Morrinhos, Novo Oriente, Paraipaba, Penaforte, Pentecoste, Pindoretama, Pires Ferreira, Potengi, Quixelô, Reriutaba, Santana do Acaraú, Santana do Cariri, Santa Quitéria, São Benedito, São João do Jaguaribe, Senador Pompeu, Senador Sá, Solonópole, Tarrafas, Tauá, Tejuçuoca, Tianguá, Ubajara, Umirim, Várzea Alegre.

Cidades no alerta de nível 4:

Abaiara, Aiuaba, Altaneira, Alto Santo, Aracati, Aratuba, Assaré, Baixio, Banabuiú, Barbalha, Barreira, Barro, Baturité, Beberibe, Boa Viagem, Capistrano, Caririaçu, Carnaubal, Catarina, Catunda, Caucaia, Cedro, Choró, Chorozinho, Crato, Deputado Irapuan Pinheiro, Forquilha, Fortim, Granjeiro, Groaíras, Guaiúba, Guaramiranga, Horizonte, Ibicuitinga, Ipaporanga, Itaiçaba, Itaitinga, Itapipoca, Itapiúna, Itatira, Jaguaribe, Jardim, Jati, Jucás, Madalena, Maranguape, Mauriti, Missão Velha, Morada Nova, Mulungu, Nova Olinda, Nova Russas, Ocara, Orós, Pacajus, Pacujá, Paracuru, Parambu, Pedra Branca, Pereiro, Piquet Carneiro, Potiretama, Quixeramobim, Quixeré, Russas, Saboeiro, Sobral, Trairi, Umari, Uruburetama, Uruoca, Viçosa do Ceara.

FONTE: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/regiao/dobra-o-numero-de-cidades-cearenses-na-classificacao-mais-baixa-para-o-risco-de-transmissao-da-covid-1.3114533

Postar um comentário

0 Comentários