2014 começa com 950 vagas de trabalho abertas; leia no final da matéria, 10 passos para um bom currículo


As contratações temporárias seguem e devem ganhar força em janeiro, aquecendo o mercado de trabalho

A alta estação também incrementa a oferta de trabalho em Fortaleza, sobretudo em segmentos da cadeia produtiva do turismo. As contratações começaram a acontecer neste mês, mas ainda existem cerca de 370 vagas temporárias abertas, de acordo com informações do Sistema Nacional de Empregos/Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (Sine/IDT) do Ceará.


A maioria das vagas é para funções como operador de caixa, auxiliar de cozinha, garçom, cozinheiro, cumim, atendente de lanchonete, auxiliar de depósito e segurança de eventos, dentre outras.

A expectativa é que o número de postos temporários chegue a 900 até o fim de janeiro, ajudando a impulsionar o mercado de trabalho local. Somadas as vagas de trabalho temporário já abertas às outras oportunidades de emprego que estão sendo ofertadas, o Sine/IDT já inicia o ano de 2014 com mais 950 vagas disponibilizadas.

No caso dos trabalhadores temporários, os selecionados são encaminhados, em sua maioria, para bares, restaurantes, hotéis, casas de show e parques aquáticos. Entre os principais cargos estão: atendente de lanchonete; auxiliar de cozinha; auxiliar de depósito; auxiliar de limpeza; cozinheiro; cumim; garçom; operador de caixa; e segurança de eventos. Há 130 vagas somente para essas funções.

Também há oportunidades para barman, auxiliar de cozinha e vendedor, dentre outras. "Diversas empresas já realizaram seus processos seletivos para começar o ano com as equipes reforçadas. Entre o fim de novembro e o começo de dezembro, uma só empresa contratou 350 pessoas", destaca o diretor de Promoção do Trabalho e Empreendedorismo do Sine/IDT, Antenor Tenório.

Ele explica que, diferentemente do que se pensa, esta época do ano é favorável para quem está à procura de emprego temporário. "Normalmente, chega dezembro e a movimentação nas unidades do Sine/IDT sofre uma redução que fica em torno de 30%. O trabalhador pensa que não há vagas, mas isso é um equívoco", afirma.


Chance de efetivação

Embora parte das contratações seja temporária, aquelas pessoas que conseguem se destacar são efetivadas.

Segundo Tenório, as empresas buscam colaboradores com certo grau de escolaridade, boa apresentação, que saibam se relacionar com os clientes e com a equipe de trabalho, além de ter desenvoltura e agilidade.

"Elas querem captar novos talentos. Geralmente, 15% são efetivados", enfatiza o diretor de Promoção do Trabalho e Empreendedorismo do Sine/IDT.

Exigências

Assim como as empresas têm suas exigências, os trabalhadores - cujos jovens são a maioria - também estão mais criteriosos em relação à escolha da vaga. Antenor Tenório explica que os candidatos priorizam bons ambientes de trabalho, locais com perspectiva de crescimento, assistência médica, odontológica, cesta básica, comissões, entre outros benefícios.

"Os empresários precisam fazer uma reflexão sobre esse novo perfil de trabalhador e investir cada vez mais nos jovens que estão em busca de melhores oportunidades. Com uma mão de obra mais qualificada, há dificuldades para o preenchimento de determinadas vagas, principalmente no varejo. Podemos citar vendedor lojista, operador de caixa e empacotador", diz.

Recesso

Devido ao recesso no Fórum Autran Nunes, no Centro de Fortaleza, a unidade do Sine/IDT localizada naquele prédio não funcionará até a próxima segunda-feira, dia 6 de janeiro. Por isso, trabalhadores e empresas que precisam dos serviços do órgão devem procurar os outros quatro postos de atendimento (Parangaba, Messejana, Aldeota e Barra do Ceará).

Para não prejudicar o atendimento, cerca de 70% do quadro de funcionários da unidade do Centro foram para a unidade da Parangaba.

RAONE SARAIVA
REPÓRTER





Postar um comentário

0 Comentários